9 December, 2018, 09:35

Sherry Week e a Celebração Internacional do Jerez

Estamos no Sherry Week, onde celebramos internacionalmente o Jerez, meu aperitivo favorito.

Em resumo, o Jerez é um vinho generoso elaborado com castas brancas. Seu amadurecimento é feito em barricas de carvalho por diversos anos em contato de leveduras. Estas leveduras vão formando um véu conhecido como “flor“, que impede o contato do ar com o líquido, evitando a sua oxidação.

barril de jerez com flor a mostra

Categorias de Jerez

Hoje, o Jerez é dividido em duas categorias: Fino e Oloroso e a diferença esta no tempo de contato com a flor. Basicamente ao formar a flor no Jerez, ela estará protegendo do líquido oxidar, deixando o Jerez com um sabor delicado. Ela é desenvolvida no Jerez Fino, quando o nível de álcool está em torno de 15,5%. Em Jerez Olosoro, o nível de álcool estará em torno de 18%, impedindo a formação de leveduras e permitindo a oxidação do líquido.

O Jerez Fino é subdividido em Standard, sendo leve e seco, Manzanilla, delicado e pungente, com leve sabor de amêndoas – podendo também ser mais escuro e com sabor de nozes – e o Amontillado, de cor âmbar e sabor acentuado de nozes.

Já o Jerez Oloroso é aquele que têm ou parte do seu amadurecimento com a flor e o restante, propositalmente, não possui ou não há o desenvolvimento da flor. Como característica, temos um Jerez mais profundo, com coloração marrom e rico sabor de nozes

O Palo Cortado é um Jerez raro, que começa como fino e evolui como oloroso. Sua caractesrística é uma bebida rica em sabor de nozes e cor mais escura.

O Envelhecimento do Jerez

O envelhecimento da bebida é feito por sistema de solera, por isso o Jerez não é safrado. O sistema é uma prática espanhola de “revezamento do líquido entre barris” para garantir a uniformidade da bebida.

Como funciona? Um conjunto de barris são empilhados, sendo os barris de cima com os líquidos mais novos e os que ficam embaixo com os líquidos mais antigos. De tempos em tempos (entre um e três anos), um volume da bebida do barril mais antigo, é engarrafado. A parte esvaziada é reposta com a bebida da camada de barris logo acima, e assim sucessivamente.

Sistema de solera

Este processo também é utilizado em Cachaças e alguns Whiskys.

Características

Do Fino ao Oloroso, as características do Jerez mudam, contudo algumas impressões permanecem as mesmas:

Cor – do Limão Claro, passando por um dourado profundo e escuro, podendo ser castanho-avermelhado.
Aroma – intenso, refinado, nozes, frutas cítricas, flores e um toque de caramelo.
Paladar – redondo e complexo, com baixa acidez, álcool equilibrado e final longo.
Harmonizar – sirva como aperitivo e harmonize com tapas. Jerez doce combina com um prato de queijos, como sobremesa.

Por fim, que tal aproveitar o Sherry Week e fazer um tour em Wine Bars ?

Share

Ex Limão com Alecrim, formada em gastronomia, apaixonada por esportes, vinho, boa gastronomia e viagens.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: