fbpx
16 October, 2018, 20:48

Onde comer em Roma: Mercato di Testaccio

Para estrear a coluna aqui no Blog da Ju Gonçalez, vou contar sobre um lugar que eu amo e todo viajante deve conhecer quando for para Roma: Mercato di Testaccio. Ir ao mercado de bairro é um programa fundamental na vida do Romano. Eles substituem as feiras de rua, e é lá que encontramos os produtos mais frescos e autênticos, iguarias de pequenos produtores, e é claro, Street food de qualidade com preço acessível.

Percorrer os mercados é a melhor maneira de visitar uma cidade e capturar a essência dos moradores locais. Testaccio é um bairro apaixonante, onde morei por 3 meses, que respira cultura e é protagonista de dezenas de restaurantes tradicionais. Já o mercado, é o menos turístico e o mais popular de Roma.

Foto: Mercato di Testaccio

Caminhando nos corredores, você vai encontrar desde frutas e verduras típicas como carciofi (alcachofras) e zucchine (abobrinhas),  à queijos, embutidos, pães artesanais, carnes, peixes e barracas de comidinhas e Vini Sfusi, vinhos da região armazenados em tonéis e vendidos por litro (2 a € 4). Mas onde e o que você deve comer e beber?

Foto: Fernanda Nunes (@paladarsemfrescura)

Mordi & Vai Cucina Romanesca (box15), a barraca mais famosa e mais cheia, comandada pelo simpático Sergio Esposito. Sua especialidade é o panino, um sanduíche de pão fresco recheado com receitas tradicionais romanas como Trippa alla Romana, Polpette della nonna al pomodoro, Pollo alla Cacciatora e Carciofo alla Romana. Os preços vão de € 3,50 a € 5,00 e vale uma refeição! Chegue cedo pois a fila é longa a partir de 12h30.

Foto: Fernanda Nunes (@paladarsemfrescura)

Mesmo depois de um belo sanduíche ainda rola beliscar outras delicinhas como a Fiori di Zucca (€ 1,50) ou um Carciofi alla Giudia (€ 4,00) da barraca Food Box do chef Marco Morello (box 66). Na foto, essa fiori di zuca é nada menos que flor de abobrinha empanada e frita com recheio de queijo. Uma perdição e difícil comer apenas uma só! O cardápio da banca também inclui suppli, porchetta, filetti di baccala, crocchette di patate e muitas vezes recebe chefs e amigos que apresentam suas criações com a ideia de gastronomia itinerante.

Foto: Fernanda Nunes (@paladarsemfrescura)

Se você prefere ir direto ao ponto e apreciar uma massa fresca expressa, Le mani in pasta (box 58) é o lugar! Diariamente o Chef Alessandro expõe o cardápio na lousa escrito “Oggi se magna” com “tutti piatti romani”, os seja, os clássicos como Cacio e Pepe, Amatriciana, Carbonara, Gnochi al sugo, Gricia (na foto), entre outras criações. Pagamos € 5,00 no prato pequeno da Gricia, mas é bem servido. O grande sai por € 7,50. O chef prepara as massas todos os dias com ingredientes frescos e também oferece a opção de comprar por peso para preparar em casa.

Eu poderia citar uma lista enooorme das principais barracas, mas seria preciso pelo menos umas três idas para degustar todas as opções! Palavra de quem frequentava diariamente o mercado. risos

Para finalizar, deixo aqui alguns conselhos: vá sem pressa e conheça todo o espaço com calma, se você arranhar um italiano, converse com os produtores, eles têm histórias fantásticas para contar. Chegue cedo, o horário de funcionamento é das 7:00 às 15:30 (segunda à sábado).

Beijos, Fernanda

Nuovo Mercato di Testaccio: Via Beniamino Franklin 12E – Roma

fernunes

Fernanda Nunes é publicitária, carioca e food hunter. Já morou em Roma, é louca pela cultura italiana, ama explorar as cidades como uma local e conta tudo no @paladarsemfrescura 

Todas as dicas aqui!

Anúncios
Fernanda Nunes

Fernanda Nunes é publicitária, carioca e food hunter. Já morou em Roma, é louca pela cultura italiana, ama explorar as cidades como uma local e conta tudo no @paladarsemfrescura

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: