18 January, 2019, 21:08

Cava Codorníu Brut – Clássico é Clássico

Já que outro dia expliquei aqui a diferença entre espumantes, resolvi trazer uma indicação de uma cava que, na minha opinião, todo mundo deve manter na adega: a Cava Codorníu Brut.

Como expliquei no post, Cava é o espumante Espanhol feito no método tradicional, ou seja, o champanoise, onde a 2ª fermentação é feita na própria garrafa. A Cava Codorníu mantem as leveduras na garrafa por, no mínimo, 9 meses até que a expulsão é feita.

É um espumante seco e, como a maioria das Cavas, usa um corte das uvas Macabeo, Parellada e Xarel-lo. Ao beber, você vai perceber um corpo médio e um quê frutado puxando pra maçã. Tem uma ótima acidez e é super refrescante, sendo perfeito para beber geladinho em um dia quente do nosso verão.

Confesso que uma das coisas que me chamam muito a atenção é a perlage do espumante, ou seja, as borbulhar. Gosto delas finas e persistentes e é exatamente o que você encontra na Cava Codorníu Brut.

Como qualquer outro vinho espumante, a Cava vai muito bem para beber sozinha ou harmonizar. Seguindo aquelas regrinhas de harmonização, o espumante vai bem com – quase – tudo. De aperitivos, canapés em geral, saladas, peixes, mariscos fritos, ostras e sobremesas a base de frutas e castanhas. Ela é uma ótima opção também para harmonizar com comida gordurosa, já que a acidez vai “limpar” o paladar.

Veja aqui a diferença entre espumantes

Me acompanha no instagram que lá tem novidades fresquinhas o tempo todo.

Ex Limão com Alecrim, formada em gastronomia, apaixonada por esportes, vinho, boa gastronomia e viagens.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: